Você está aqui: Página Inicial > Rodoviário > Operações Rodoviárias > Termos de Cooperação-UFSC > Núcleo de Estudos de Pesagem

Núcleo de Estudos de Pesagem

por pgoncalves publicado 08/06/2010 14h50, última modificação 08/05/2015 17h25
Sistemas de Pesagem em Movimento (2ª Etapa - Vigência 03/2010 a 03/2012).

Especificação, operação e avaliação de sistemas de pesagem em movimento em velocidade diretriz da via com a utilização de múltiplos sensores (MS-WIM) e análise do comportamento mecânico de pavimentos.

As operações de transporte rodoviário, incluindo carga e passageiros, têm sido intensificadas, inclusive com o aumento da carga média transportada por veículo - em função, sobretudo, da integração logística com que têm respondido as empresas às novas condições concorrenciais a que estão submetidas.

Sistemas eficientes e eficazes de acompanhamento e controle desse transporte são necessários para garantir a segurança das operações, a competição econômica saudável entre operadores e a proteção do patrimônio público representado pela infraestrutura física.

Neste contexto, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT) assinaram um Termo de Cooperação (TT-320/2010), cuja vigência corresponde ao período de maio de 2010 a abril de 2012, que visa dar continuidade aos estudos desenvolvidos no convênio (TT-102/2007). O objetivo do novo projeto é de  desenvolver metodologias para especificação e operação de Sistemas de Pesagem em Movimento com múltiplos sensores em velocidade normal de operação da rodovia.

Esse Termo de Cooperação também tem por objetivo avaliar aspectos técnicos, operacionais e econômicos da instalação e operação desses Sistemas de Pesagem e determinar o comportamento dinâmico do pavimento a partir da identificação, análise e avaliação de sua deterioração, considerando a realidade nacional no que tange à infraestrutura rodoviária e à legislação vigente.

As atividades em desenvolvimento foram organizadas em 6 (seis) fases, a saber:

  • Fase A - Avaliação Operacional e Econômica dos Sistemas;
  • Fase B - Metodologia para Especificação de Sistemas MS-WIM;
  • Fase C - Metodologia para Operação de Sistema MS-WIM;
  • Fase D - Metodologia para Identificação e Análise da Deterioração;
  • Fase E - Avaliação da Deterioração do Pavimento;
  • Fase F - Acompanhamento da Pré-seleção com a Utilização de MS-WIM.