Você está aqui: Página Inicial > Região Metropolitana de Natal recebe obras de melhoria e adequação ao tráfego

Notícias

Região Metropolitana de Natal recebe obras de melhoria e adequação ao tráfego

por publicado: 24/06/2016 11h20 última modificação: 24/06/2016 11h20

Considerada a espinha dorsal do Brasil, a BR-101, principal via de transporte rodoviário e de cargas do país, recebe atualmente obras remanescentes e complementares nas travessias urbanas de Natal e Parnamirim, beneficiando toda a Região Metropolitana  de Natal.                            

As obras atualmente executadas no trecho da BR-101/RN visam a melhoraria e adequação ao tráfego, eliminando os pontos críticos e promovendo uma maior segurança nas vias. O projeto compreende o segmento rodoviário com maior volume médio diário do estado, com um fluxo superior a 95.000 automóveis, entre veículos de passeio e de carga. Contempla ainda a construção de 6 viadutos, passagem inferior de veículos, sinalização horizontal e vertical, e projeto ambiental de áreas que possam ser degradadas.

As obras facilitarão a mobilidade urbana, além de reduzir os custos relativos aos indicadores de acidentes no trecho, que atualmente representam os maiores índices no estado. A obra complementar de drenagem pluvial tem como objetivo a resolução de problemas relacionados a macrodrenagem de regiões que fazem divisa com as vias marginais da BR-101.

Também denominada de ”Translitorânea” e conhecida como Rodovia Governador Mário Covas, a BR-101 é uma rodovia longitudinal que atravessa o Brasil no sentido Norte – Sul e é considerada de grande importância para o escoamento da produção e da importação brasileiras.

O ponto inicial da rodovia está localizado na cidade de Touros (RN) e seu ponto final está em São José do Norte (RS). A BR-101 atravessa quase metade dos estados do país: Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Sua extensão total é de 4.551,40 km, grande parte percorrendo o litoral brasileiro.

24/06/2016

DNIT/CGCONT