Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Usuários comemoram liberação de 10 km de duplicação na Serra da Caixa Furada

Notícias

Usuários comemoram liberação de 10 km de duplicação na Serra da Caixa Furada

DUPLICAÇÃO

por publicado: 10/09/2018 10h34 última modificação: 10/09/2018 10h36

Usuários da BR-163/364/MT acompanharam com muita expectativa a liberação para o tráfego de 10 km de duplicação no trecho da Serra da Caixa Furada, em Nobres, no estado do Mato Grosso. A Superintendência Regional do DNIT no estado (SR/MT) liberou o trecho duplicado em pavimento de concreto na manhã da última quinta-feira (06/09) com a presença de uma equipe de servidores do órgão.

Caminhoneiro há mais de 15 anos, Armindo Lara passa cerca de 3 vezes por semana neste trecho da BR-163/364/MT levando carregamento de milho ou soja de Diamantino para Rondonópolis. Ele conta que a duplicação é muito importante para diminuir o tempo de viagem e aumentar a segurança. "Liberando essa duplicação a gente vai descer com mais segurança, mais conforto e vai melhorar bastante no tempo de viagem também, para levar a carga até o destino”, afirmou Armindo.

Para o administrador Adriano Pitol, que passa pelo trecho da Serra da Caixa Furada todos os dias, a liberação dos 10 km de duplicação era muito aguardada. “É muito importante essa duplicação para os produtores aqui da região Centro-Oeste com o escoamento da safra, facilitando o transporte rodoviário, que hoje é a principal fonte de escoamento que nós temos no Brasil. Qualquer melhoria que seja feita nesse sentido é muito bem-vinda. Facilita no custo, na agilidade e é um ganho para o Brasil”, destacou Adriano.

Hoje, os usuários da BR-163/364/MT já estão trafegando por 45 km de pista duplicada pelo DNIT, entre Rosário Oeste e Posto Gil. A obra de duplicação e contenção de encostas na Serra da Caixa Furada teve um investimento de cerca de R$ 370 milhões e estava inserida no Programa Avançar, do Governo Federal.

O Diretor de Infraestrutura Rodoviária do DNIT, Luiz Antônio Garcia, destacou a importância da rodovia BR-163/364/MT para o estado de Mato Grosso. “Essa rodovia é responsável pelo escoamento de mais de 70% da produção agrícola do estado de Mato Grosso, que busca os portos na região Sul e Sudeste do país e também promove a integração de toda a região médio norte de Mato Grosso com a capital Cuiabá, por esse seguimento rodoviário. Por isso a importância tanto para os veículos de cargas como para os de passeio a liberação de mais esse trecho duplicado”, enfatizou. 

A SR/MT também fará a liberação para o tráfego do contorno do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFMT) Campus São Vicente, na BR-163/MT, ainda em setembro de 2018, obra essa que também é muito esperada pelos usuários das rodovias federais de Mato Grosso. 

10/09/2018

ASCOM/DNIT