Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Obras na BR-101/RN concluídas este ano em Parnamirim tornam rodovia uma via expressa

Notícias

Obras na BR-101/RN concluídas este ano em Parnamirim tornam rodovia uma via expressa

RETROSPECTIVA

DNIT também retomou obras na BR-304/RN, conhecida como Reta Tabajara
por publicado: 17/12/2019 14h20 última modificação: 17/12/2019 14h20

A liberação ao tráfego do viaduto localizado no km 105 da BR-101/RN e a implantação de 2,23 quilômetros de vias marginais, no município de Parnamirim, tornaram esta rodovia uma via expressa, após a remoção dos semáforos que geravam grandes congestionamentos na área. O empreendimento foi uma das principais entregas do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, este ano, no Rio Grande do Norte.

O viaduto faz parte das Obras Remanescentes e Complementares que são executadas pelo DNIT nas travessias urbanas da BR-101 localizadas nos municípios de Natal e Parnamirim. Elas compreendem a adequação de capacidade, melhoramentos, segurança de tráfego, eliminação de pontos críticos, ampliação de vias marginais e construção de viadutos e passarelas no segmento localizado entre o km 95,9 e o km 109,1.

Ainda na BR-101, este ano foi concluído o prolongamento de um túnel na avenida das Alagoas, localizado no km 97,45, em Natal, possibilitando a implantação da via marginal esquerda sobre o mesmo, o que vai retirar o tráfego local da rodovia. Também foi implantada uma extensão de quase quatro quilômetros de passeio de pedestres e 17 estruturas de abrigo para passageiros, distribuídos entre Natal e Parnamirim, dando mais conforto e segurança aos pedestres e usuários de transporte coletivo. A pista principal da BR-101 passa ainda por serviços de restauração que incluem a recomposição da pista com concreto asfáltico na espessura de 4,0 cm.

Também este ano, foram retomadas pelo DNIT as obras na BR-304, conhecida popularmente como Reta Tabajara, que abrangem adequação de capacidade, duplicação de pista de rolamento, restauração, segurança de tráfego, eliminação de pontos críticos, implantação de vias marginais e construção de Obras de Arte Especiais, que são pontes e viadutos rodoviários. Com uma extensão de 27 quilômetros, a duplicação da Reta Tabajara é considerada fundamental para diminuir o número de acidentes na rodovia ao facilitar o fluxo de 70 mil veículos que trafegam todos os dias pelo local.

 BR-304 Reta Tabajara Drenagem.jpg

Manutenção - O DNIT não descuidou da manutenção. Desde agosto, a BR-226 recebe serviços de recuperação e manutenção no trecho localizado entre os municípios de Florânia e Campo Grande (km 219,4 ao km 290,8). O segmento contemplado pelos serviços se configura como o principal eixo rodoviário entre a região do Seridó Potiguar e Mossoró.

Também são executados serviços de recuperação e manutenção na BR-437 entre a Chapada do Apodi e o Vale do Jaguaribe, que são pólos de desenvolvimento da agricultura irrigada. Visando a melhoria do segmento compreendido entre o município de Jucuri/RN (no entroncamento com a BR-405) e a divisa com o Estado do Ceará, foram iniciadas em outubro as obras de conservação/manutenção da rodovia. Serão realizados serviços de desmatamento e destocamento de áreas, roçadas manual e mecanizada, reconformação da plataforma, recomposição de revestimento primário, execução de passagem molhada, dentre outros.

Coordenação de Comunicação Social – DNIT