Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Liberada pista nova em concreto na BR-163/MT, entre Cuiabá e Serra de São Vicente

Notícias

Liberada pista nova em concreto na BR-163/MT, entre Cuiabá e Serra de São Vicente

por publicado: 07/03/2018 14h58 última modificação: 07/03/2018 15h23

Como parte das obras de duplicação e restauração da BR-163/MT, a  Superintendência Regional do DNIT no Mato Grosso liberou, nesta segunda-feira (05/03), 23 km de pista nova em concreto, no trecho entre Cuiabá e Serra de São Vicente. 

O evento foi realizado na Vila Olho D’Água, no km 293 da BR-163/MT, com a presença do diretor-Geral do DNIT, Valter Casimiro, do diretor de Infraestrutura Rodoviária, Luiz Antônio Garcia, do superintendente Regional em Mato Grosso, Orlando Fanaia Machado, autoridades e comunidade local. Após a solenidade, os veículos  passaram a usar a pista nova, construída em concreto, para que se inicie as obras de restauração da pista antiga, a ser executada também em concreto.  

Na ocasião, o diretor-Geral falou dos investimentos do DNIT no estado: “Mato Grosso é referência na produção agrícola e o DNIT tem como prioridade melhorar a infraestrutura no estado, pelo grande volume de caminhões para escoar a produção.  O trecho da BR-163/MT entre Rondonópolis e Cuiabá é de responsabilidade do DNIT e hoje nós temos cerca de 110 km de pista duplicada, dos 210 km. Entregamos mais 23 km de pavimento e o fluxo foi invertido para o trecho novo para que a pista antiga seja restaurada”. 

A expectativa do DNIT-MT é que até o final de 2018, o segmento de 23 km que se situa entre a Serra de São Vicente e a praça de pedágio, esteja completamente duplicado. Além deste, que mais 20 km de pista nova, entre a praça de pedágio e Cuiabá, sejam concluídos e liberados para o tráfego.  

Segundo o superintendente, a BR-163/MT entre Rondonópolis e Cuiabá já foi considerada uma das mais críticas no Estado pelo alto índice de acidentes.  Devido ao avanço das obras e dos investimentos na rodovia, vários trechos já foram liberados para os usuários, melhorando as condições de conforto e segurança, diminuindo consideravelmente o número de acidentes.  

“Estamos avançando para concluir a obra até o primeiro semestre de 2019”, diz o superintendente de Mato Grosso. “Com isso ocorrerá a liberação de mais trechos duplicados até o término das obras, reduzindo o número de acidentes”.

07/03/2018

ASCOM/DNIT/MT