Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Brasil é sede do 2º Encontro BIM de Governos Latino-americanos

Notícias

Brasil é sede do 2º Encontro BIM de Governos Latino-americanos

BIM no DNIT

por publicado: 30/11/2018 15h16 última modificação: 06/12/2018 15h55

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT participou nos dias 27, 28 e 29 do 2º Encontro BIM de Governos Latino-americanos. O evento, realizado em Brasília, foi dirigido a governos da América Latina interessados em implementar as metodologias e tecnologias do BIM em seus projetos de construção pública.

O evento discutiu o funcionamento e a governança de uma rede BIM na América Latina, com a presença de representantes de governos de Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, México e Uruguai, além do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID.

A abertura do evento contou com a participação do Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Jorge, e com a presença do especialista Bilal Succar, referência internacional no estudo e aplicação do BIM. O encontro contou ainda com o apoio da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Representando a Autarquia, participaram do evento João Felipe Lemos Cunha, Assessor Técnico da Diretoria de Planejamento e Pesquisa – DPP, Wilton Catelani, engenheiro e consultor BIM, e Anderson Alvarenga, Assistente da DPP. “É uma excelente oportunidade para o DNIT entrar neste fórum, pois as linhas de ação propostas têm enorme potencial de geração de benefícios em larga escala para os negócios da Autarquia, dada a característica e abrangência nacional do órgão como maior executor do orçamento federal no setor de infraestrutura”, afirma João Felipe.

BIM no DNIT

A Modelagem da Informação da Construção ou Building Information Modelling (BIM) consiste em um conjunto de processos e tecnologias dedicados a aprimorar as práticas do setor, beneficiando tanto os contratantes quanto a cadeia de produção.

A implantação BIM no DNIT está inicialmente desenhada para ocorrer em ciclos, com a definição e a realização de uma sequência de projetos-pilotos que possibilitem o aumento gradual: da quantidade de pessoas envolvidas; da compreensão dos benefícios da mudança; do convencimento; e; do aprendizado dos envolvidos, sejam gestores, colaboradores internos ou empresas contratadas.

Cinco macros etapas serão realizadas em cada um dos ciclos: Diagnóstico; Planejamento; Comunicação; Implantação; e Testes/Avaliações. Como primeiro projeto piloto para implantação BIM no DNIT foi definido o PROARTE, que faz parte e foi incluído na lista de projetos pilotos definidos pela Estratégia de adoção e exigibilidade do BIM no âmbito do Governo Federal.

O planejamento da implantação BIM incluirá objetivos mais ambiciosos e de longo prazo, mas priorizará a realização de ações para que os resultados alcançados auxiliem no esforço de comunicação, convencimento e engajamento dos envolvidos.

Em cada ciclo, se buscará alterar os modelos da operação, atualmente baseados apenas em documentos, passando a executar processos melhorados, baseados em modelos BIM. Com a evolução e aprendizado incremental, após a realização de vários projetos pilotos, à médio prazo, espera-se alcançar um novo modelo de operação, com maior inteligência, maior integração e menor risco.

A priorização e maximização do uso dos softwares e soluções tecnológicas já adquiridos são premissas para o sucesso da implementação do BIM no DNIT.

Assessoria de Comunicação – ASCOM/DNIT

30/11/2018